RESIDÊNCIA M. ZILLO

A arquiteta Heloisa Losi assina a reforma desta casa de 1945. Localizada no interior de São Paulo, a residência ganhou vários ambientes, para deleite do casal e suas duas filhas. Em um terreno de desnível com 660m2, antes a área construída era de pouco mais de 200m2. Com a ampliação, o tamanho mais que dobrou, totalizando 462,84m2.

Tudo isso só foi possível graças ao rebaixamento do piso do antigo porão. Originalmente térrea, a casa ficava no nível da rua. “Os clientes solicitaram a distinção da área íntima, reservada a família, da destinada ao convívio social. Para atendê-los redistribui os dois dormitórios e as duas suítes, além de uma sala de banho, home office, entre outros espaços, no térreo. Toda a área destinada ao convívio social ficou no primeiro nível do pavimento inferior, com living, espaço gourmet, adega, etc. Já o depósito, a área de serviço, o vestiário e a garagem foram para um nível mais abaixo, o que acabou gerando um pé-direito duplo no espaço gourmet. Para aproveitá-lo, instalei um mezanino com spa”, detalha Heloisa.

O baldrame foi o fator limitante para o rebaixamento, explicando as alturas variadas no projeto. Mas, o uso inteligente dos espaços driblou estas diferenças. A adega, por exemplo, foi direcionada para a área mais crítica, onde não foi possível rebaixar. “Projetei-a abaixo da escada, tornando o local ideal para uma cave. A proximidade com o muro de arrimo ajudou, inclusive, a propiciar a temperatura certa para o armazenamento das garrafas nas paredes espessas.”O conceito de loft está expresso nos pés-direitos altos e nas poucas paredes – foram mantidas apenas as estruturas. A ventilação cruzada e abundância de iluminação natural, graças aos vãos e janelas garante a insolação ao longo do dia.

A obra levou 18 meses para ser concluída. Foi preciso usar vigas metálicas para reestruturar as paredes e até concretar uma laje pré-moldada para substituir o assoalho dos dormitórios. Toda a infraestrutura elétrica e hidráulica foi refeita. Modernizado, projeto luminotécnico, que mescla iluminação embutida com aparente, recebeu “circuitos bem planejados, para proporcionar inúmeros efeitos”.

 

 Na entrada principal, foi usado porcelanato arabesco (granilite, da Portobello) no piso. A porta pivotante em peroba-rosa, também de demolição, recebeu puxador em inox desenhado a laser. Para completar a arquiteta dispôs de ânforas vietnamitas (star home).

 

O espaço gourmet foi setorizado por funções: de um lado há churrasqueira, fogão à lenha e forno de pizza (todos Coifas e coifas) feitos em alvenaria e com dutos em inox com lã de rocha. “Revestido com pastilha 5X5cm no tom Branco Atenas (Jatobá), acompanham peças da Ceusa, com bitola 56X56cm, que lembram ladrilhos hidráulicos. Já o fechamento com vidro nas laterais da churrasqueira dá o tom moderno.” Para completar, há bancada e cuba de apoio.

No centro do espaço gourmet fica a mesa modelo Dom José, com tampo de madeira na cor mel, e cadeiras modelo Positano com o encosto de palhinha.

O piso do espaço gourmet leva porcelanato acetinado (Villagres) com bitola 60X60cm, assentado em alinhamento, e rodapé com 20cm de altura no mesmo material. “Demarquei a área da mesa com o porcelanato (villagres) na medida 24,5X100cm, assentado em forma de amarração, como um tapete.”

 

 O madeiramento do telhado foi deixado aparente e pintado de branco. O forro destacou a carpintaria, além de vedá-lo. Entre as telhas e o madeiramento foi colocado manta hídrica, para proteger as vigas. 

 

A ventilação cruzada e a iluminação foram garantidas por vão e janelas. O passa-pratos com bancada em madeira de demolição funciona como aparador ou bancada. A parede de tijolo à vista com junta cheia ajuda a decorar os ambientes.

O living ficou acolhedor graças às peças em materiais naturais, como madeira e couro. Destaque para as banquetas (linha Peão, de Jader Almeida). A porta de correr feita sob medida, em madeira de demolição e ferro fundido, delimita sem afetar a integração. Do outro lado, há espreguiçadeiras confortáveis para relaxar após o almoço.

O mezanino conta com uma vista privilegiada da cidade.” Projetei-o pela necessidade de integrar a spa ao gourmet.” Instalada em um deque de madeira, dela pode-se observar o pôr-do-sol. Para a segurança, foi instalado guarda-corpos de vidro incolor. 

Na área da adega foram assentados tijolos em forma de escama de peixe e internamente a iluminação foi disposta nas paredes, com arandelas. Os degraus, feitos de peroba-rosa de demolição, foram iluminados com balizadores embutidos. Perto dali, ainda há uma salinha para leitura.

O lavabo tem bancada em madeira de demolição peroba-rosa com cuba de sobrepor (deca), torneira de parede (linha Polo, da Deca) e persianas (Duette, da Hunter Douglas). A parede foi revestida por papel de tecido linho (Orlean, à venda na Ana Paula Decorações) e no piso os arabescos do porcelanato (Granilite, da Portobello) desenham um tapete. Nas laterais, uma floreira leva verde ao espaço.

Na sala de banho os metais clássicos e a linha branca (Deca) prevalecem, tendo como detalhe o arabesco em cristais (Swarovski) entre os espelhos. Atrás da banheira, a parede que lembra madeira dá um ar aconchegante. Para completar, há armários (Kitchens) e luminárias (Living Lustres) estrategicamente instalados.

Foi preciso concretar uma laje pré-moldada para substituir o assoalho dos dormitórios. Na suíte há papel de parede floral (Orlean) e revestimento vinílico, proporcionando conforto termoacústico. No closet (Kitchens), a iluminação de LED acende quando as portas abrem.

Clique na imagem para vizualizar em tela cheia

© 2018 by Heloisa Losi Arquitetura e Decoração. Criado com Wix.com